Categorias
Alzheimer Cuidados com idosos depressão em idosos Envelhecimento ativo envelhecimento saudável Idosos Memória

Saúde mental do idoso: o Janeiro Branco já começou!

A saúde mental do idoso é um tema muito abrangente, uma vez que une a complexidade da vida na terceira idade com a multiplicidade das questões relacionadas à saúde mental. Então, vamos dividir estes assuntos e reuni-los no ponto principal: fortalecer a campanha visando aumentar o conhecimento sobre saúde mental.

Afinal, o que é o Janeiro Branco?

É uma campanha global, que visa impulsionar discussões francas e sem tabus sobre a saúde mental, ajudando no incentivo à prevenção de quadros graves de transtornos, condições especiais e doenças do trato psíquico e psicológico. 

Leia também >> Longevidade com qualidade de vida: idosos felizes vivem mais

A campanha Janeiro Branco foi criada no Brasil em 2014 por psicólogos de Minas Gerais, com o intuito de promover a conscientização sobre este tema. Ela busca chamar a atenção para a importância do cuidado com a saúde mental, incentivando reflexões sobre emoções, relacionamentos e qualidade de vida.

O Janeiro Branco também tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância de buscar ajuda profissional, reduzindo o estigma em relação aos transtornos mentais. Além disso, também envolve psicólogos, profissionais de saúde, educadores, instituições públicas e privadas, mídia e a população em geral na divulgação e participação das atividades propostas.

Saúde mental

Com certeza você conhece este termo, que está cada vez mais em alta em todo o mundo. Mas você sabe exatamente seu significado? A saúde mental traduz nossa capacidade de lidar com as pressões da vida; funcionar de maneira equilibrada no dia a dia e lidar com as nossas emoções. Não se trata apenas da ausência de transtornos mentais, mas também da capacidade de lidar com desafios cotidianos, manter relacionamentos saudáveis e se adaptar às mudanças ao longo da vida. 

Leia também >> Mente saudável: como evitar o envelhecimento cognitivo?

A saúde mental é tão importante quanto a física. Seus cuidados são sobre buscar o equilíbrio entre a mente e o corpo, buscando estratégias para promover o bem-estar emocional e psicológico, seja através de práticas de autocuidado, terapia, atividades relaxantes ou mesmo ao buscar ajuda profissional quando necessário.

Importância de cuidar da saúde mental da pessoa idosa

De acordo com o IBGE, o número de idosos no Brasil chegou a 31,2 milhões (o equivalente a 14,7% da população) em 2021, o que vem causando considerável aumento nas demandas sociais e econômicas. 

Com esta crescente, que promete dobrar seus números até 2050, novos estudos e pesquisas foram realizadas sobre a saúde da pessoa idosa. Uma delas contou com profissionais da PUCRS e constatou as principais condições neuropsiquiátricas deste público eram:

  • Depressão (30%);
  • Risco de suicídio (15%);
  • Alzheimer (11,5%);
  • Ansiedade (9%).

Grande parte dos fatores que contribuem para estes números e percentuais estão relacionados à solidão da pessoa idosa. É uma questão muito ampla, pois esse isolamento pode ter diversas razões e gatilhos. Por isso, é importante buscar alguma maneira de ajudá-lo. Mas para conseguir chegar na cura ou manutenção, é fundamental identificar as causas. 

Transtornos mentais comuns na terceira idade

Na terceira idade, alguns transtornos mentais podem se tornar mais comuns devido a uma série de fatores, incluindo mudanças físicas, emocionais e sociais. 

É fundamental buscar avaliação médica e suporte especializado para um diagnóstico adequado e um plano de tratamento que considere as necessidades específicas do idoso, visando melhorar a qualidade de vida e o bem-estar emocional nessa fase da vida. Conheça alguns dos principais transtornos mentais na terceira idade: 

Depressão

Na terceira idade, a depressão é uma condição complexa que frequentemente passa despercebida, podendo ser confundida com diversos outros aspectos do envelhecimento. Ela se manifesta de maneira peculiar, com sintomas físicos como dores crônicas, fadiga e distúrbios do sono, em vez dos sintomas emocionais mais evidentes. 

Leia também >> Verdades que precisam ser ditas sobre depressão em idosos

A depressão na terceira idade pode se manifestar de maneira diferente em comparação com outras faixas etárias, devido a uma série de fatores.

Confira abaixo como ocorre a manifestação destes sintomas: 

  • Atípicos: em alguns casos, os sinais clássicos podem ser mais sutis, como a tristeza profunda, por exemplo;
  • Isolamento social: perda de entes queridos, aposentadoria, são inúmeras as possíveis causas da solidão;
  • Comorbidades: condições médicas crônicas como doenças cardíacas e diabetes, podem aumentar os riscos;
  • Subdiagnóstico: a depressão em idosos é frequentemente não detectada, resultando em menores chances de tratamento.

Entender essas características específicas da depressão nos idosos é fundamental para identificar e tratar eficazmente a doença na terceira idade, visando melhorar o bem-estar emocional e a qualidade de vida.

Se você quer ajudá-los, confira algumas orientações abaixo:

  • Demonstre atenção, compreensão e empatia;
  • Incentive a prática de atividades físicas;
  • Ajude-os a manter conexões sociais;
  • Incentive, delicadamente, a busca por ajuda profissional;
  • Estimule a manter hobbies e interesses;
  • Faça o possível para que ele conte com o apoio de toda a família.

Risco de suicídio

O risco de suicídio na terceira idade é uma preocupação significativa devido a diversos fatores que podem aumentar a vulnerabilidade nessa faixa etária. Embora a taxa de suicídio em idosos seja menor do que em outras faixas etárias, eles têm maior probabilidade de conclusão do ato.

Diversos fatores contribuem para o risco de suicídio em idosos, incluindo doenças crônicas, depressão não tratada, solidão, luto pela perda de entes queridos, isolamento social, problemas financeiros, dor crônica, incapacidades funcionais e perda de autonomia.

De acordo com o CVV (Centro de Valorização da Vida), cerca de 1.200 pessoas com 60 anos ou mais morrem a cada ano em decorrência do suicídio no Brasil. Enquanto entre os jovens ocorre uma morte a cada 200 tentativas, a proporção de idosos é de uma para até quatro iniciativas. Isso significa que as ações dos idosos são mais letais. 

Identificar características de um idoso com intenções suicidas pode ser complexo, pois nem sempre são evidentes. No entanto, alguns sinais de alerta que podem estar presentes incluem:

  • Sentimentos de desesperança;
  • Comentários recorrentes sobre a morte;
  • Falta de interesse em atividades cotidianas;
  • Distribuição de bens pessoais;
  • Despedidas emocionais;
  • Súbito otimismo aparente – que na verdade, é causado pela tomada de decisão.

Ao observar estes sinais, tome algumas providências simples: 

  • Aborde o idoso e o escute sem julgamentos; 
  • Ofereça apoio emocional;
  • Retire possíveis armas do ambiente;
  • Busque ajuda profissional imediata. 

Se você se sentir sobrecarregado ou não souber como ajudar, procure a orientação de profissionais de saúde mental ou serviços de apoio especializados. 

Alzheimer

Compreender o Alzheimer em idosos é fundamental para oferecer apoio e compaixão. No início, os sintomas podem ser sutis, como lapsos de memória, dificuldade em encontrar palavras ou se orientar em locais familiares. Ao observar estes sinais, buscar avaliação médica é um passo importante.

Leia também >> Alzheimer: tudo sobre essa enigmática doença

Veja alguns dados sobre a manifestação desta doença em idosos:

  • Cerca de 50 milhões de pessoas em todo o mundo vivem com demências;
  • Alzheimer é a forma mais comum, entre 60 e 70% dos casos;
  • Aproximadamente de 5 a 8% das pessoas com mais de 65 anos têm Alzheimer;
  • 100 mil novos casos são diagnosticados por ano no Brasil. 

Cuidar de um ente querido com Alzheimer pode ser desafiador, mas também gratificante. Veja algumas orientações de como lidar com essa condição em idosos: 

  • Mantenha a calma, pratique a paciência e seja compreensivo sempre que possível;
  • Estabeleça uma rotina consistente para trazer estabilidade ao dia a dia do idoso;
  • Use frases curtas e simples ao se comunicar, adaptando-se às necessidades do seu ente querido;
  • Mantenha contato visual e evite pressionar por lembranças perdidas;
  • Garanta que o ambiente seja seguro e adaptado às necessidades do idoso;
  • Cuide de si mesmo também; busque apoio de grupos de apoio, amigos ou profissionais para lidar com o estresse emocional e a sobrecarga.

Ansiedade

Compreender e lidar com transtornos de ansiedade em idosos requer sensibilidade e cuidado. Alguns sinais dessa condição incluem preocupações excessivas, tensão muscular, dificuldade para relaxar e problemas de sono.

A ansiedade pode desencadear ou agravar condições médicas já existentes, aumentando os riscos de problemas de saúde física e mental. Veja quais são elas:

  • Doenças crônicas como hipertensão e arritmia cardíaca, entre outras;
  • Síndrome do pânico com crises debilitantes;
  • Declínio cognitivo, afetando a função cerebral e memória;
  • Altos níveis de ansiedade podem aumentar o risco de desenvolver ou agravar sintomas depressivos em idosos.

Confira algumas dicas para dar suporte aos seus entes queridos que sofrem com este transtorno mental, que é tão comum na terceira idade:

  • Esteja presente e ouça suas preocupações, validando as emoções do idoso;
  • Encoraje a busca pela ajuda de um profissional de saúde mental;
  • Crie uma rotina estável, pois a previsibilidade pode reduzir a ansiedade;
  • Lembre-se de cuidar de si mesmo também. Busque orientação e apoio se estiver se sentindo sobrecarregado;
  • Incentive práticas relaxantes como caminhadas suaves, técnicas de respiração ou atividades que aliviam o estresse.

Leia também >> Depressão x Ansiedade: como identificar em idosos?

Importância da rotina para os idosos

A rotina desempenha um papel vital na saúde mental dos idosos, proporcionando estabilidade, previsibilidade e senso de controle sobre suas vidas. Para muitos deles, especialmente aqueles que enfrentam desafios de saúde ou mudanças significativas, ter uma rotina estruturada pode ser reconfortante e extremamente benéfica. 

Para os filhos que cuidam desses idosos, criar e manter uma rotina adequada pode ser importante para a saúde mental de seus pais ou entes queridos. Estar presente, oferecer apoio e facilitar uma rotina estruturada pode ajudar a proporcionar um ambiente acolhedor e reconfortante para todos.

Veja algumas dicas especiais:

  • Crie horários consistentes para acordar, fazer refeições, atividades diárias e dormir;
  • Mantenha uma comunicação aberta e clara sobre a rotina planejada;
  • Introduza atividades diversificadas e leves no dia a dia, como passeios, leitura e passatempos;
  • Respeite os desejos e limitações individuais do idoso ao estabelecer a rotina;
  • Incentive a independência ao planejar o dia a dia, permitindo que o idoso participe ativamente da execução das atividades;
  • Mantenha-se flexível, entendendo que imprevistos podem acontecer. 

Atividades para cuidar da saúde mental do idoso

Na terceira idade, cuidar da mente é fundamental para promover um envelhecimento saudável e equilibrado. Atividades voltadas ao psicológico são essenciais para estimular a cognição, preservar a memória e promover o bem-estar emocional.

Aqui na Senior Concierge, temos as soluções ideais para promover a saúde mental do idoso. Confira algumas delas:

Senior Interativo

Um dos aspectos-chave para uma boa saúde mental é a sociabilidade do idoso. Com o serviço Senior Interativo, o assistido terá uma companhia profissional e de altíssima qualificação para diversas atividades, como passeios, visitas aos familiares, compras e muito mais. Tudo isso personalizado de acordo com as necessidades do idoso e previamente combinado com seus filhos ou cuidadores.

Saiba mais >> Serviço Senior Interativo: tudo sobre apoio inicial e estímulo cognitivo para idosos

Academia do Cérebro

Dificuldade de concentração, conversas pela metade e desânimo para atividades simples? Estes sinais demonstram envelhecimento cerebral, sem ter, necessariamente, relação com o desenvolvimento de alguma patologia neurológica. Para isso, a Academia do Cérebro é o serviço ideal, uma vez que utiliza metodologia exclusiva, liderada por especialistas, para potencializar o raciocínio lógico e a memória.

Saiba mais >> Academia do Cérebro

Ginástica Booster 60+

Através de um modelo de atividades físicas voltadas para a terceira idade, este serviço promove exercícios dirigidos e estimulantes para idosos, de acordo com suas condições físicas e necessidades especiais.

Saiba mais >> Conheça a Senior Concierge, líder em prevenção e cuidados com idosos

Aqui na Senior, além do uso de tecnologias de ponta e de um tratamento humanizado e empático, um dos principais pilares é a personalização de cada solução apresentada. 

Quer saber mais sobre a Senior Concierge? Acesse os nossos serviços neste site e veja como podemos te ajudar.

Categorias
Cuidados com idosos Envelhecimento ativo envelhecimento saudável Senior Concierge Senior Interativo

Vivendo bem, envelhecendo melhor: descobertas de 2023 sobre a geriatria 

Os estudos sobre a geriatria conduzidos neste ano, bem como os testes e pesquisas, nos levaram a melhores perspectivas para um futuro próximo nos campos do bem-estar, tecnologias e longevidade. Por isso, queremos dividir com você alguns materiais divulgados em 2023, que nos guiam para um envelhecimento com mais conforto, saúde e segurança.

Importância dos estudos sobre a geriatria

Pesquisas e análises realizadas – ou continuadas – este ano vêm sendo cruciais para o desenvolvimento de novas metodologias relacionadas ao trato com o idoso. Estas publicações sobre bem-estar na longevidade, termos que devem ser indissociáveis, são recentes estudos sobre a geriatria que merecem destaque em 2023. Vamos para alguns deles?

Neurociência e atualizações

Com um processo de envelhecimento cada vez mais ativo no Brasil e no mundo, novas descobertas são realizadas, e assim, conseguimos ter uma dimensão real de como os campos neurológicos são um dos fatores mais essenciais e exploráveis da geriatria. Veja agora algumas das atualizações de 2023.

Demências

De acordo com as perspectivas da OMS, até 2050, os casos de demências deverão atingir 139 milhões de pessoas globalmente. Pesquisadores de Coimbra, em Portugal, identificaram uma região específica do cérebro humano onde ocorrem as primeiras alterações causadas pelas demências; particularmente se falarmos do Alzheimer, que configura 70% das manifestações dessa doença.

O estudo citado foi conduzido a partir de marcadores visuais no estágio inicial do Alzheimer, utilizando diferentes técnicas: de imagem molecular, para entender quais são as áreas de inflamação cerebral e também de conhecer o funcionamento do órgão durante atividades voltadas à memória.

As conclusões chegadas com este estudo é que, embora não conheçamos – ainda – a cura para o Alzheimer, foi possível entender que os marcadores da doença são o ponto essencial para chegar aos pontos críticos do seu desenvolvimento. Assim, foi possível entender, de fato, o mapeamento e as diretrizes condutoras para chegar até ela a prometida cura do Alzheimer. Este é um dos principais exemplos de como os estudos sobre a geriatria vêm sendo essenciais para a população mundial.

Tratamento

O pesquisador Mychael Lourenço, que leciona atualmente na UFRJ, vem estudando há anos a Irisina, nome dado a um hormônio que pode ser a chave necessária para conduzir tratamentos mais eficientes contra o Alzheimer. 

Essa substância, que é liberada pelos músculos para todo o organismo durante a prática de exercícios físicos, reduz a ação de enzimas que causam a doença. Através da canalização das reações químicas no cérebro, essas proteínas ajudam a melhorar a comunicação entre os neurônios, diminuindo os momentos de crises e descontroles causados pelo Alzheimer.

Parkinson e novas terapias

Estudo da USP divulgado em junho deste ano mostrou que uma célula do nosso sistema nervoso central, a micróglia, ajuda a combater a perda de neurônios, diminuindo, assim, alguns dos sintomas do Parkinson.

Para isto, realizaram testagens em camundongos, que receberam 6-hidroxidopamina, toxina que induz sintomas da doença. Antes disso, metade dos animais tiveram suas micróglias basicamente eliminadas por uma substância chamada PLX5622. 

O grupo de camundongos que manteve as células citadas demonstrou perdas menos significativas de neurônios e dos movimentos corporais em comparação com o grupo que recebeu a PLX5622.

Ou seja, encontramos nas micróglias um possível alvo ideal para o tratamento desta doença no futuro. O momento agora é continuar os estudos e desenvolver novos testes, e assim, poder oferecer à população resultados ainda melhores.

Cardiogeriatria em pauta

Uma nova recomendação da Força-Tarefa de Serviços Preventivos dos EUA, informa que idosos sem problemas vasculares não devem tomar ácido acetilsalicílico como prevenção a ataques cardíacos. 

“Podemos ser muito enfáticos ao dizer que pessoas saudáveis que não tomam aspirina e não têm múltiplos fatores de risco não deveriam começar agora. Quanto mais tempo você toma aspirina e quanto mais fatores de risco você tem para ataques cardíacos e derrames, mais obscuro fica”, afirmou Randall Stafford, professor de medicina e epidemiologista da Universidade de Stanford.

Para conduzir o estudo, reuniram 19 mil participantes saudáveis com mais de 70 anos, todos eles livres de doenças cardiovasculares sintomáticas. Assim, foram obtidos resultados seguros e conclusivos sobre o uso da Aspirina em idosos sem patologias comprovadas, fomentando novas perspectivas para estudos sobre a geriatria.

Congresso Europeu de Cardiologia

O evento anual, que aconteceu em agosto de 2023 em Amsterdã, abordou a insuficiência cardíaca como ponto central do congresso. Complicações como doenças arteriais, condições valvulares, arritmias e morte súbita foram debatidos ao longo do evento, que contou com especialistas de todo o mundo.

O uso da medicação Quest (Qiliqiangxin),composta de 11 diferentes ervas chinesas, foi uma das discussões do evento, que debateu se a sua utilização seria restrita à população da China ou para todos os países, uma vez que os testes foram realizados apenas lá.

A medicação preveniu, durante a fase de estudos, a reinternação por fatores cardíacos em grande parte dos pacientes testados, bem como a quantidade de óbitos em casos graves de doenças cardiovasculares, ao todo 20%. 

Embora não haja uma conclusão sobre essa liberação, as perspectivas são animadoras e os estudos e testes serão mantidos – e possivelmente expandidos em um futuro muito próximo. Essa promessa é um grande marco para a medicina mundial.

Estudos sobre a geriatria em 2023

Como você pôde acompanhar ao longo do artigo, este ano tem sido bastante motivador para as descobertas científicas, inovações terapêuticas e estudos sobre a geriatria de maneira geral. Nosso principal objetivo é levar adiante, em 2024, novas experimentações e a continuação de exames ainda inconclusivos neste ano.

Categorias
Atividades físicas Cuidados com idosos Envelhecimento ativo envelhecimento saudável Senior Concierge Senior Interativo

Longevidade com qualidade de vida: idosos felizes vivem mais

A longevidade depende de muitos fatores, e certamente a qualidade de vida influencia  diretamente neste aspecto. Pensando nisso, preparamos um artigo sobre o tema, que é abordado em uma nova série da Netflix, chamada “Como viver até os 100: os segredos das Zonas Azuis”. 

Agora é com você, separe uns minutinhos na sua agenda e embarque com a Senior no universo do envelhecimento saudável.

Longevidade com qualidade

Viver muito, mas viver bem. 

Quem não tem este desejo? Ter uma jornada de qualidade, alcançando longevidade, não é uma questão de sorte ou herança genética, necessariamente; essa conquista está mais relacionada à cultura, modo de viver e até uma sutil ajuda de fatores geográficos. É isso o que mostra a série documental da Netflix “Como viver até os 100: os segredos das Zonas Azuis”.

Extrair alegria em atividades simples, como música e dança, por exemplo, é um fator essencial para uma vida de qualidade. O ato de alimentar-se de maneira saudável e consciente também, além de adotar uma postura mais reflexiva durante as refeições. Mas você vai entender e se aprofundar mais nesses assuntos através dos tópicos abaixo.

Leia também >> Envelhecimento ativo: como estimular a interatividade do idoso?

Como viver até os 100: os segredos das Zonas Azuis

Durante 20 anos, o escritor Dan Buettner viajou ao redor do mundo para encontrar o segredo da longevidade. Suas experiências tiveram resultados incríveis e muito enriquecedores para as culturas de todos os países. 

A série demonstra o quanto podemos aprender com as populações das Zonas Azuis, conceito criado por pesquisador italiano, que marcava locais com alta concentração de centenários em um mapa, usando pontos azuis. 

Agora que você entendeu do que se trata, vou te levar em uma viagem por estas regiões com os pés no chão. Vamos lá?

Sul de Okinawa, no Japão

Os centenários dessa privada região possuem hábitos de vida bem específicos, relacionados à rotina e atividades.

Um excelente exemplo disso é a alimentação. 70% de suas dietas é constituída de batata-doce roxa, um vegetal-chave na busca por mais saúde e bem-estar. 

Outros alimentos consumidos regularmente são tofu, algas e tinta de polvo. Antes das refeições, costumam repetir três palavrinhas: “Hara Hachi Bu” (“8 de 10”, em tradução literal), que significa comer até estar saciado, não empanturrado.

Essas pessoas, mesmo com 100 anos em média, fazem capinagem todos os dias, conservando músculos e com equilíbrio intacto.

Os habitantes de Okinawa seguem à risca um belíssimo conceito, chamado Ikigai, que significa ter um propósito de vida, ser necessário e fazer o bem. E por falar nisso…

Também formam grupos, como os Moais: eles juntam dinheiro para ajudar as pessoas que precisam, também cantam, tocam instrumentos e dançam, fazendo companhia uns aos outros. Aperte o cinto, vamos decolar novamente.

Sardenha, Itália

Nesta região, existem em média seis povoados locais, que estão acima das planícies, em um acidente geográfico. A teoria inicial deste fator de longevidade está relacionada à altitude presente nos vilarejos.

A inclinação do terreno é parte do conceito dos centenários que viviam lá. O pesquisador mencionado mais acima, Gianni, estudou sobre outras 300 pessoas que moravam mais abaixo deles e concluiu que não alcançaram o mesmo nível de plenitude.

O fato dos povoados caminharem bastante, subindo ladeiras e escadas frequentemente e vivendo em casas de dois andares é um fator determinante para o local se tornar uma Zona Azul. 

Também por isso, Sardenha tem uma população praticamente isenta de obesidade e diabetes. Eles mantêm dietas e códigos de conduta há mais de 2 mil anos, devido a invasões do passado e ataques de fenícios e romanos. 

Os principais alimentos são carboidratos simples, mas com fermentação natural, utilizando lactobacilos no processo, para reduzir a absorção dos açúcares. Ou seja, se tornam bons carboidratos. 

Leia também >> 5 fatos sobre a importância do controle de peso na terceira idade

Sardenha é a maior concentração de homens centenários em todo o mundo. O que fazem de especial? São pastores, desde sempre e para sempre. Trabalham bastante neste ofício mas não se estressam de maneira crônica.

Os idosos ficam com seus familiares, não existem casas de repouso no local. Uma importante norma dessa zona são os cuidados com as pessoas na terceira idade e o compromisso com o senso de comunidade.

Loma Linda, Califórnia

O subúrbio de Adventistas que vivem em uma comunidade não-isolada, prega a evangelização com saúde, voluntariado, doações e visitas aos doentes.

É uma sutileza muito poderosa.

Quanto às dietas, eles valorizam uma alimentação balanceada e sem carnes, com legumes, feijão, castanhas e frutas. 35% dos Adventistas do Sétimo Dia são veganos ou vegetarianos. Eles adotaram esse estilo de vida sem imposição e de maneira positiva.

De sexta-feira à noite até sábado, não fazem esportes, compras ou obrigações. Ao contrário, realizam atividades prazerosas, como ensaio do coral e diversão em grupo, compartilhando de muita fé.

Grécia, Ilha Ikaria

Com uma dieta mediterrânea, essa população vive pelo menos sete anos a mais que os norte-americanos, e não desenvolve doenças vasculares ou casos de demência.

Adquiriram uma cultura única no mundo, pois não tinham portos na Idade Média; assim, até hoje são autossuficientes e retiram seu sustento da terra. 

Os povos de Ikaria tornaram-se especialistas na identificação de plantas para remédios, chás e alimentos, como sálvia, alecrim e malva. 

Contudo, ao serem questionados sobre o melhor chá local, parte das respostas é sobre o vinho. Para eles, a bebida é fator especial, pois as uvas são colhidas manualmente, eles não usam barril de carvalho e o vinho se torna completamente natural, sem agentes químicos. Assim, criaram uma bebida medicinal, com uma fórmula que existe há mais de 100 gerações.

Eles também criam abelhas para fazer seu próprio mel, movendo as colméias de acordo com as estações e as conectando com diferentes plantas. Este mel puro é um fator de longevidade no local.

Outra referência impossível de ser ignorada é o amor.

Os residentes de Ikaria cultivam relacionamentos longos, investindo em seus casamentos e trilhando caminhos repletos de felicidade.

Eles também fazem conexões de amizade entre diferentes gerações, realizando encontros com muita dança e diversão. Na série percebemos gargalhadas genuínas de pessoas se divertindo pura e simplesmente.

Baixe o nosso e-book exclusivo >> Como cuidar dos filhos e dos pais idosos?

Agora vamos viajar para a última Zona Azul desta inspiradora série da Netflix.

Nicoya, Costa Rica

Em uma região rural isolada, seus moradores superam a expectativa de vida de todo o mundo. Vigor, força, humor. Essas são as primeiras impressões quando essa população nos é apresentada. 

Embora seja um povoado muito pobre, e também por isso, se tornaram auto sustentáveis. Um dos costumes locais é acordar cedo para trabalhar, sempre com alegria e resiliência.

Assim como a Zona Azul de Okinawa, existe um propósito, o “Plan de Vida”, fazendo com que toda a existência tenha valor e significado.

Tudo que eles fazem é à mão, levantando o conceito de mais atividade física e menos exercício como fator extremamente importante para a longevidade. Eles valorizam o descanso, com foco na família, amigos e nos laços que realmente importam. 

Esta pequena população adotou um programa de saúde e nutrição, reforçando o consumo de água e alimentação natural, especialmente no início da vida. 

Assim, recebem a visita de embaixadores da saúde ao longo de cada ano, criando assim, uma política pública de saúde extremamente eficiente.

Um fator essencial à longevidade em Nicoya é a cultura e conhecimento passado de geração em geração. A principal dieta deles é chamada “3 irmãs”, constituída dos seguintes ingredientes: feijão preto, abóbora e milho.

Fatores determinantes para a longevidade

Voltando dessa longa viagem, podemos perceber ao longo do documentário alguns fatores essenciais que influenciam diretamente na conquista da longevidade. Veja alguns deles:

Positividade: socialização, relacionamentos interpessoais, senso de comunidade e resiliência são alguns dos exemplos de como o otimismo é positivo para cada uma dessas pessoas, sendo na Itália, Japão ou Grécia.

Dieta da terra e do mar: com alimentos cultivados na terra ou retirados no mar, independentemente da região, a sustentabilidade e responsabilidade nutricional foi bastante perceptível no documentário. Refeições conscientes e compartilhadas também fazem parte dessa dieta.

Exercícios físicos: seja devido a um acidente geográfico ou atividades do dia a dia, os centenários são ativos, equilibrados e têm mais vigor que muitos jovens norte-americanos, por exemplo. O conceito adotado é mais voltado à praticidade do que exercícios físicos, necessariamente.

Cuidados especiais: em todas as Zonas Azuis pudemos observar familiares e membros da comunidade apoiando uns aos outros, sempre usando de cuidados disponíveis para proporcionar uma melhor qualidade de vida para estes centenários.

Leia também >> Os segredos da longevidade que ninguém te conta

E já que estamos falando de cuidados para idosos… 

Senior Concierge e a longevidade

Promover uma terceira idade com autonomia, interatividade, suporte de cuidadores especialistas e assistência para os idosos são alguns dos pilares fundamentais da Senior. Oferecemos soluções de excelência, com serviços personalizáveis, de acordo com as necessidades do idoso e de seus familiares. Além disso, nossos serviços são pautados em pesquisas e recomendações das maiores autoridades nacionais e mundias de geriatria e gerontologia.

Em nosso DNA, nossas soluções prezam pelos estímulos físico, cognitivo e social, para uma longevidade ativa.

Somos referência em prevenção e cuidados  e contamos com equipe multidisciplinar severamente recrutada e treinada para oferecer o que existe de maior excelência nos cuidados com idosos. 

Temos um olhar empático e trato humanizado para com nossos assistidos, contando com as tecnologias mais atuais do mercado.

Quer saber mais sobre a Senior Concierge? Acesse o nosso site e saiba como podemos te ajudar.

Categorias
Acompanhante de idosos Atividades físicas Cuidados com idosos Envelhecimento ativo envelhecimento saudável Idosos Senior Concierge Senior Interativo

Serviço Senior Interativo: tudo sobre apoio inicial e estímulo cognitivo para idosos

O Serviço Senior Interativo para idosos foi criado para oferecer suporte inicial e apoio contínuo para o idoso que precisa de um maior incentivo; seja para realizar atividades que exijam capacidade de aprendizado, ou maior interatividade no seu dia a dia. Para isso, oferecemos estímulos cognitivos, passeios e outras atividades que combinem com os anseios do idoso e que tenham aprovação de seus familiares.

Estamos comprometidos com a realização desses propósitos, que são: tornar a vida do idoso mais alegre e sociável; transformar o assistido em alguém mais ativo e com vivacidade e principalmente, encontrar os pontos de interatividade entre o idoso e seus filhos, além de um melhor relacionamento social. 

Antes de conhecer mais sobre o serviço Senior Interativo, vamos falar um pouco sobre o cenário atual do idoso no Brasil e sua participação em nossa sociedade.

Interação social do idoso

De acordo com dados divulgados pelo IBGE, entre 2012 e 2021 houve um aumento do número de pessoas com mais de 60 anos no Brasil.

Se falarmos sobre números pontuais, hoje este grupo etário cresceu de 22,3 para 31,2 milhões. Isso representa um aumento de 40% de idosos em nossa população no período mencionado. 

Outro dado interessante é que a maior concentração de pessoas na terceira idade está no Sudeste, seguida da região Sul. 

Outros apontamentos sobre este grupo em nosso país

  • 59,7% dos idosos em todo o Brasil são insuficientemente ativos;
  • 13% da população entre 60 e 64 anos é afetada pela depressão;
  • De acordo com o neurologista V. Tumas, professor da USP, a falta de atividades sociais e de lazer abre terreno para o desenvolvimento de ansiedade e depressão;
  • Segundo informações do IBGE, solidão, perda da vitalidade e da autonomia e angústias são os principais agentes que levam a essas condições.

Serviço Senior Interativo para idosos

Maduro desenhando no serviço Senior Interativo para idosos

Embora esta solução seja quase totalmente personalizável, de acordo com as necessidades apresentadas e analisadas, o serviço Senior Interativo para idosos tem como base, a princípio, quatro pilares básicos, que são: 

  • Saúde e bem-estar;
  • Cognição;
  • Atividade física;
  • Interação social.

Vamos falar sobre cada um deles para que você possa entender melhor do que se trata:

Bem-estar

Para proporcionar uma maior qualidade de vida, é fundamental considerar os cuidados com a saúde como fator-chave para a evolução no cenário de idosos inativos. Neste âmbito das atividades multidisciplinares, oferecemos serviços de profissionais especializados em: nutrição, fonoaudiologia, psicologia, gerontologia e acupuntura, dentre outros.  

Cognição

Sabemos que a diminuição das capacidades cognitivas é um fator que leva à baixa autoestima e à melancolia, além de outras possíveis consequências. Dessa forma, a realização de atividades estimulantes é essencial para o grupo da terceira idade – e toda a população, é claro. 

Musicoterapia, arteterapia e Academia do Cérebro são algumas das agendas propostas no serviço Senior Interativo. O Dr. Muszkat, referência mundial no estudo da neurociência e arteterapia, analisou mais de 30 estudos experienciais da relação entre musicoterapia e terceira idade, constatando que este fator contribui diretamente para a prevenção contra diferentes tipos de demências.

Integração entre o serviço Senior Interativo para idosos e a Academia do Cérebro

Entre as soluções disponíveis em nosso leque de serviços, está a Academia do Cérebro, que ajuda a otimizar o funcionamento mental e potencializar memória, raciocínio lógico, foco e outros aspectos relacionados às questões cognitivas.

Para saber mais sobre este serviço, acesse >> Academia do Cérebro

Atividade física

Idoso praticando atividade física

A realização de exercícios traz benefícios físicos, mas também ajuda na prevenção contra depressão, ansiedade, demências e outras disfunções comuns à terceira idade. Por isso, ao criarmos o Senior Interativo, levamos em consideração as poderosas melhorias que essas atividades proporcionam à vida do idoso.

Yoga, fisioterapia e DanceAbility são alguns dos exemplos que fazem parte do nosso programa de exercícios. Se você ainda não está familiarizado com o termo DanceAbility, não se preocupe, vamos falar sobre ele.

De antemão, trata-se de um método de dança que utiliza a improvisação de movimentos para promover expressão e interação artística entre as pessoas; sejam elas idosas ou não.

Interação Social do Idoso

Fator que contribui diretamente para a qualidade da sua saúde psicológica do indivíduo, a interação social do idoso também é fundamental para evitar o isolamento e a sensação de abandono, comuns à terceira idade.

Outras vantagens de promover essa interatividade são: 

  • Redução do adoecimento físico;
  • Restabelecimento do bem-estar;
  • Melhora significativa da autoestima;
  • Aumento da capacidade de aprendizado.

Algumas das atividades propostas na interação social do idoso são: dança de salão; eventos em que eles podem encontrar seus amigos e aprofundar laços de amizade; e até a inserção deles nas mídias sociais – incluindo o suporte no uso das tecnologias. 

A combinação do entretenimento com os cuidados senior é um pilar essencial para uma melhora na qualidade de vida. Neste serviço, conversamos antecipadamente com o idoso e seus familiares para a criação de uma agenda personalizada, de acordo com os interesses e aval dos envolvidos. 

Diferenciais do Serviço Senior Interativo para Idosos

Um dos principais diferenciais deste serviço é o fato de levarmos em consideração as necessidades e particularidades de cada família atendida. Dessa maneira, focamos no ser humano, bem como em suas dores e propomos as melhores soluções para saná-las com eficiência, humanização no trato e constante treinamento dos nossos profissionais.

Flexibilidade

Nosso pacote de serviços pode incluir uma consulta individualizada, no conforto de casa, para indicar os melhores programas e atividades para o idoso. Isso, para tornar possível a personalização das ações a serem desenvolvidas, sempre com o suporte profissional de nossas gerontólogas.

Afinal de contas, somos a única instituição no Brasil a oferecer soluções customizadas para o cuidado com o idoso. 

Dúvidas sobre o serviço Senior Interativo para idosos

Estamos a postos para sanar suas dúvidas sobre nossos serviços, bem como mostrar seus diferenciais. Conheça algumas das mais comuns entre os clientes da Senior Concierge.

  • “Meus pais vivem juntos, mas interagem pouco entre si. O serviço Senior Interativo também ajuda nessa dinâmica interna?”

Com certeza. Como abordamos anteriormente, esta solução é personalizável de acordo com as necessidades individuais do  assistido. E consideramos a otimização no dinamismo entre casais fator fundamental para uma melhor qualidade de vida.

“Minha mãe é ativa, mas apenas dentro de casa; eu gostaria que ela saísse e interagisse mais. Como melhorar suas habilidades sociais?”

 Muitas vezes o isolamento está associado à falta de estímulo ou até mesmo ao medo de sair sozinha. Por experiência sabemos que o Senior Interativo se torna a companhia que ela precisa dando mais segurança para atividades externas, ajudando na habilidade social como um todo.

“Os cuidadores da Senior possuem capacitação para lidar com idosos?”

Sim. Realizamos treinamentos internos com profissionais qualificados. Inclusive, também evoluímos constantemente na otimização do uso das tecnologias atuais mais avançadas.

“Ainda tenho dúvida se este serviço será útil para meus familiares, poderia me informar qual é a principal indicação?”

Claro! O Senior Interativo é indicado para pessoas que não necessariamente carecem de cuidados integrais, mas sim, companhia para eventos tópicos, como: consultas médicas, internação, passeios e visitas aos amigos. Caso você ainda não tenha identificado a importância deste serviço para seus entes queridos, mas precisa de soluções para os cuidados com eles, entre em contato com a nossa equipe.

Senior Concierge

Referência como cuidadores de idosos em São Paulo

Antes de mais nada, fomos precursores na aplicação do conceito Aging in Place em nosso país, atuando com essa base de envelhecimento ativo em sua própria casa, mas adaptando essa concepção e programa de ações à necessidade brasileira.

Nosso modelo é baseado nas recomendações das principais sociedades médicas do mundo como a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia; The Japan Gerontological Society; American Society of Geriatrics and Gerontology – e da Organização Mundial da Saúde, que preconizam o estímulo das três principais áreas (física, cognitiva e social) para proporcionar envelhecimento ativo e saudável.

Trabalhamos de forma rigorosa e criteriosa no recrutamento,  contratação e treinamento de profissionais para nossa equipe; além disso, estamos sempre checando referências, experiência prévia, formação e postura, a fim de que o cuidado ao idoso resulte em tranquilidade para a família.

Da mesma forma, mantemos treinamento contínuo e atualizações através de um Instituto de Ensino próprio. 

Leia também >> Conheça a maior cuidadora de idosos

Conclusão

O serviço Senior Interativo para idosos é a opção ideal para quem deseja proporcionar a prevenção e a interação social do idoso. 

Para conversar e tirar suas dúvidas com a nossa equipe, utilize algum dos nossos canais de atendimento:

Contato (11) 3587-1242;

Turno matutino: (11) 91264-0891 – das 08h00 às 13h00;

Vespertino: (11) 91264-0945 – das 13h00 às 18h00.

Ou, se preferir, envie uma mensagem através do nosso site >> https://www.seniorconcierge.com.br/contato/ 

Categorias
Atividades físicas Cuidadores de Idosos Cuidados com idosos Envelhecimento ativo envelhecimento saudável Senior Concierge Senior Interativo

Senior Interativo: tudo sobre o serviço que vai melhorar sua qualidade de vida

Se você lida com um idoso que diminuiu o contato com seus amigos, evita as atividades sociais e demonstra apatia, talvez ele esteja precisando de companhia no seu dia a dia.

Pesquisas demonstram que a maioria absoluta dos idosos brasileiros temem mais a solidão do que o óbito, e dentro dessa fatia, muitos não conseguem entender porque desenvolveram depressão. Uma vez que se acostumam a ficar sozinhos, se tornam dependentes dessa situação. 

Com isso, o tempo passa, o isolamento aumenta e essa passa a ser a única realidade aceitável para o idoso: a solidão se transforma em uma “amiga”. 

Eles não conseguem enxergar o quanto ainda têm a oferecer para a sociedade e para seus familiares e amigos. Se tornam cada dia mais introvertidos, sem entender as consequências que o distanciamento social pode causar.

Saúde mental do idoso

Apesar de ser uma condição associada aos jovens, os idosos são aqueles que lideram o ranking dos mais afetados pela depressão no Brasil. Um levantamento do IBGE apontou que essa doença atinge cerca de 13% da população entre os 60 e 64 anos de idade. 

Para mudar esses números, é necessário que a família tenha muito mais atenção ao idoso, que é iniciado em comportamentos aparentemente aleatórios de isolamento, como dar desculpas para faltar a alguns compromissos, por exemplo, e pode virar um caso diagnosticado de depressão.

Transformando apatia em interação

O trato com o idoso deve ser feito de maneira sutil e delicada, isso porque eles têm um preconceito muito grande com tratamentos realizados com psiquiatras e neurologistas.

Por isso, a precaução é fundamental ao abordar assuntos com esse nível de complexidade.

Senior Concierge

Projetada e desenvolvida a partir de necessidades pessoais da nossa CEO, Márcia Sena, a Senior Concierge é pioneira no Brasil no “aging in place”, conceito que define um envelhecimento acompanhado dentro de casa.

Nosso modelo é baseado nas recomendações das principais sociedades médicas do mundo, como a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, The Japan Gerontological Society e da Organização Mundial da Saúde, que indicam o estímulo de três áreas (física, cognitiva e social) para se alcançar o envelhecimento ativo e saudável.

Serviço Senior Interativo

O serviço Senior Interativo abrange diversas atividades, com o objetivo de tornar a vida do idoso mais dinâmica e segura. Para isso, selecionamos, junto aos familiares, atividades que estimulem sistemas cognitivos, físicos e sociais.

Nele, enviamos um profissional especializado, a partir de 1 vez por semana, por 4 horas para realizar as atividades de estímulo cognitivo, social e físico. 

Isso pode incluir caminhadas, alongamentos, exposições, teatro, cinema ou mesmo ir ao mercado, à feira, agendar e acompanhar consultas e exames, viagens nacionais e internacionais e muito mais!

Esse suporte tem se mostrado ideal para os idosos que apresentam resistência a um cuidador constante, porém já precisam de um apoio inicial e assistência no seu dia a dia, bem como idosos que começam a se isolar por ter receio de sair de casa e cair na rua ou por sentir medo da violência urbana ou mesmo que precise de uma companhia para se alimentar melhor.

Ginástica Booster 60+

Com esse rol de exercícios dirigidos, observamos uma melhoria do bem-estar geral, da condição da saúde física e, mais importante, a preservação da independência e autonomia nas atividades do cotidiano.

É uma das intervenções mais eficientes para a melhora da qualidade de vida dos idosos, pois auxilia no controle das mudanças que ocorrem durante o processo de envelhecimento.

Check-Up do Lar Senior

Em nosso “Check-Up do Lar Senior”, uma equipe profissional e experiente presta consultoria para a adequação da residência com a finalidade de prevenir quedas e evitar outros acidentes.

Orientamos sobre a instalação de barras de apoio, corrimãos e outros elementos de segurança, mobilidade e acessibilidade para garantir a segurança e independência do idoso em casa.

Conclusão

Na hora de promover uma maior qualidade de vida para o idoso, é fundamental fazê-lo se sentir seguro, confortável e consciente de todas as suas ações. O serviço Senior Interativo é um alicerce de apoio e inclusão, que com a construção de um relacionamento pode ser a ponte principal entre o idoso e a interatividade com o mundo lá fora. 

Categorias
Cuidados com idosos Envelhecimento ativo envelhecimento saudável Senior Concierge Senior Interativo

Solidão do idoso x envelhecimento ativo: como modificar este cenário?

O envelhecimento ativo é fundamental para um envelhecimento feliz e saudável. Contudo, entendemos que alguns fatores transpõem esse caminho, tornando mais difícil para alguns idosos saírem da inércia. 

A compreensão familiar ganha proporções enormes quando falamos em envelhecer de maneira positiva. A empatia e o maior envolvimento na vida do idoso torna essa jornada mais plena e menos deprimente para eles.

Solidão do idoso

De acordo com levantamento realizado em 2019 pelo IBGE, o medo da solidão é um dos principais gatilhos para ansiedade dos idosos. A maior prevalência de condições como a depressão está nas mulheres – 14,7% contra 5,1% dos homens e na faixa etária de 60 a 64 anos, que representa um percentual de 13,2%. 

De acordo com publicação da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, a solidão é o principal receio dos brasileiros na terceira idade, ultrapassando, inclusive, o medo da morte. 

Principais causas

Os familiares, amigos e a rede de suporte social têm um papel essencial no combate à solidão, já que essas presenças queridas fazem com que o idoso sinta um maior pertencimento ao seu meio. Nesses casos a frequência da solidão é consideravelmente menor.

Alguns dos principais fatores que levam os idosos a vivenciarem a solidão são: 

  • Saída dos filhos de casa;
  • Viuvez e processo de luto;
  • Depressão e transtorno de ansiedade;
  • Ausência de entes queridos;
  • Preconceito no mercado de trabalho;
  • Processo de aposentadoria não planejada;
  • Sentimento de vazio interior;
  • Problemas socioeconômicos.

Estímulos para um envelhecimento ativo

Para que a terceira idade seja saudável e longe de problemas decorrentes dessa fase, é essencial que existam estímulos que visem a obtenção de um envelhecimento ativo. Conheça alguns deles: 

Atividades físicas

A prática de exercícios durante a terceira idade é fundamental, não apenas para uma melhoria da saúde, como também para estimular o bem-estar e a autoestima dos idosos. Eles, por sua vez, também estão mais atentos aos cuidados com corpo e mente. 

Levantamento do IBGE, publicado em 2017, afirmou que 9,2 milhões de idosos praticam esportes ou atividades físicas no Brasil. E a procura por academias de ginástica vem crescendo para este público.

Outro ponto abordado pela pesquisa foi a preferência dessas pessoas: 21% dos entrevistados afirmou que as caminhadas estão entre seus exercícios favoritos; quando falamos de passeios de bicicleta, 13,3% optam por essa atividade. As academias são responsáveis por 9% da preferência desses idosos.

Estímulos cognitivos

Manter a atividade mental em dia, usando exercícios de memória, jogos, gadgets e outros facilitadores é essencial para ter boa qualidade de vida. Algumas práticas recomendadas são:

Palavras cruzadas

Também conhecida como cruzadinha, as palavras cruzadas são divertidas e ao mesmo tempo estimulantes, pois exigem habilidade de linguagem e uma boa memória. 

Sudoku

Indicado principalmente para quem gosta de números, o sudoku ajuda a agilidade mental. É possível jogá-lo com contagem de tempo ou no modo relax. 

Atividades manuais

Origami, crochê, tricô, bordado, pintura, ilustração e cultivo de plantas são excelentes formas de trabalhar a criatividade e a paciência, afastando a ansiedade.

Novo idioma

Aprender a falar outras línguas não apenas nos permite um contato com mais pessoas e culturas, como também é muito recompensador e estimulante para a autoestima.

Tecnologia

Outro exemplo de impulso para as atividades cognitivas é aprender a utilizar melhor os gadgets disponíveis. Da customização de um smartphone ao uso do Whatsapp, as tecnologias estão aí para facilitar as comunicações entre pessoas, fortalecendo, assim, os vínculos afetivos e diminuindo a solidão.

Social

Os humanos são, naturalmente, seres sociáveis, e isso não muda com o avanço da idade. Conversar com os amigos, passear em ambiente aberto e perto da natureza são atividades prazerosas para pessoas de qualquer faixa etária. 

Estimular os idosos a visitarem os amigos ou oferecer pequenas reuniões para eles dentro de casa podem ser gestos apreciados por eles, e encarados como um reforço positivo aos seus esforços para socializar. 

Almoçar em um restaurante aconchegante, passear na beira da praia ou em um parque bem verdinho e assistir peças de teatro cheias de emoção e alegria são ótimos exemplos de como aproveitar a vida em sua plenitude.

Senior Interativo

A Senior Concierge possui grande expertise em envelhecimento ativo, oferecendo a melhor qualidade de vida possível e no local de sua preferência, seja na sua casa ou na dos familiares. Esse conceito é conhecido como Aging in Place – ou “envelhecendo no seu próprio lar”, em tradução livre.

Um dos serviços que oferecemos, o Senior Interativo, consiste em enviar um cuidador para acompanhar e estimular o idoso em diversas atividades, como: caminhadas, alongamentos, exposições, teatro, cinema ou mesmo ir ao mercado, dentre outras. 

Algumas das vantagens do Senior Interativo são: 

  • Orientação, estimulação e auxílio quanto à alimentação saudável e hidratação;
  • Suporte para os idosos que possuem dificuldade em gerenciar o uso dos medicamentos;
  • Estímulo para caminhadas leves, alongamentos e outros exercícios que auxiliam na mobilidade e equilíbrio;
  • Interação nas atividades lúdicas e físicas em clubes, centros-dia, residenciais e eventos sociais.
  • Acompanhamento em passeios culturais como cinema, teatro, exposições, e também viagens nacionais e internacionais.

Conclusão

A solidão do idoso é um problema de ordem mundial, que afeta os idosos mas também seus familiares, que ficam preocupados com a situação do ente querido. Contudo, existem várias maneiras de diminuir esse problema. Através de atividades que estimulam a cognição, o físico e o social, é possível ter um envelhecimento ativo. 
Conheça mais sobre nosso serviço e entre em contato com a nossa equipe para solicitar seu orçamento: https://bit.ly/3CD2pck

Categorias
Cuidados com idosos Envelhecimento ativo envelhecimento saudável Senior Concierge Senior Interativo

Envelhecimento ativo: como estimular a interatividade do idoso?

O envelhecimento ativo é benéfico para a vida do idoso e daqueles que o acompanham. Muitas pessoas na terceira idade tendem a se acomodar, seja por causa da falta de estímulos externos ou de dores nas articulações.

De acordo com o IBGE, a população brasileira manteve a tendência de envelhecimento saudável nos últimos anos e ganhou 4,8 milhões de idosos desde 2020, superando a marca dos 30,2 milhões em 2017. 

O envelhecimento ativo atua no desenvolvimento e manutenção da capacidade funcional dos indivíduos ao longo da vida, para que mais pessoas cheguem à idade avançada com independência e autonomia.

Já está comprovado que a manutenção da independência é um dos fatores que mais contribui para a qualidade de vida e que a pessoa que se mantém ativa física, social e mentalmente sofrerá menos com problemas relacionados a perdas funcionais na terceira idade.

Envelhecimento ativo para seus familiares

Segundo a OMS, o envelhecimento ativo envolve o processo de conquista de oportunidades contínuas em três pilares: saúde, participação e segurança. Vamos desdobrar os temas citados, para que você entenda melhor a influência que esses fatores têm sobre a terceira idade.

Saúde

Falar sobre envelhecimento ativo, dentro do contexto da saúde, é um tema delicado, pois envolve todo um histórico de hábitos desenvolvidos ao longo da vida. É importante garantir que o idoso entenda a importância de manter a prática de exercícios físicos, alimentação rica em fibras e ômega 3 e também sobre a qualidade do sono – fator este que costuma ser ignorado com o passar dos anos.

Dormir bem não significa apenas completar as oito horas de sono. É importante que esse momento de descanso não tenha interrupções ou estresses, e que o idoso acorde bem disposto, longe de ambientes desarmônicos.

Outro fator determinante para a qualidade de vida e saúde durante o envelhecimento é a alimentação. Uma alimentação balanceada no dia a dia é fundamental. Substituir a sobremesa açucarada por frutas, o refrigerante pelos sucos naturais e o óleo vegetal pelo azeite de oliva já é um excelente começo. 

Adicionar mais vegetais, especialmente aqueles esverdeados em tons mais escuros, é fundamental para a rotina do idoso. A carne vermelha deve ser consumida com moderação nessa fase da vida, ocupando menos espaço nas refeições do dia a dia.

Participação

Estimular um envelhecimento ativo não é a tarefa mais simples do mundo. Isso porque à medida que os anos passam, vamos nos sentindo cada vez menos conectados com a rotina daqueles que trabalham fora e possuem obrigações menos flexíveis. 

Dados sobre o envelhecimento ativo

Estudo realizado pela Unifenas, faculdade localizada em Minas Gerais, propôs uma avaliação com 38 idosos de ambos os gêneros. 19 deles retratados como ativos, realizando atividades físicas semanalmente, e 19 sedentários, escolhidos aleatoriamente. 

Analisando a média geral entre os dois grupos, foi observado que os praticantes de atividades físicas estavam em melhores condições que os inativos. Ao correlacionar a amostra em idades avançadas notou-se que a atividade física qualifica os idosos ativos como mais resistentes em relação aos que permanecem inativos. 

Embora esses dados estejam relacionados às práticas de exercícios, ainda assim refletem muito bem a qualidade de vida geral da terceira idade da nossa população. É imprescindível que exista maior estímulo para os idosos participarem de uma rotina mais ativa e integrada com seus familiares.

O isolamento durante o envelhecimento é perigoso e pode causar doenças como depressão, ansiedade e letargia.

Segurança x Interatividade do idoso

Quando falamos em envelhecimento ativo, é impossível não pensar na realidade em que vivemos. Por esse motivo, é mais fácil para os familiares simplesmente ignorar necessidades que não são primordiais.

Contudo, os malefícios causados pelo isolamento podem ser irreversíveis. O ser humano é naturalmente sociável e precisa de companhia. Aliado a esses fatores, as pessoas na terceira idade têm necessidades, como a empatia daqueles com quem convivem e a sensação de pertencimento. 

Senior Interativo

Visando proporcionar um envelhecimento ativo e a interatividade do idoso, elaboramos um serviço abrangente de acompanhamento e comunicação, que envolve atividades personalizadas, voltadas às culturas e socializações.  

O Senior Interativo é um suporte que tem se mostrado ideal para os idosos que apresentam resistência a um cuidador constante, mas que já precisam de um apoio inicial ou assistência no seu dia a dia, bem como aqueles que começam a se isolar por ter receio de sair de casa e cair na rua ou sentem medo da violência urbana.

Conclusão

A vida na terceira idade pode não ser sempre um mar de rosas, mas é possível alcançar maior bem-estar no dia a dia, focando em três pilares: estímulos físicos, sociais e cognitivos. Esses fatores são essenciais para um envelhecimento ativo e inclusivo.
Conheça mais sobre nosso serviço e entre em contato com a nossa equipe para solicitar seu orçamento: https://bit.ly/3CD2pck